CC Balon

This content shows Simple View

O termo “disfunção erétil”

Disfunção erétil

O termo “disfunção erétil” é usado para se referir a uma condição patológica na qual a qualidade e duração de uma ereção é significativamente reduzida. Neste caso, o sexo é possível, mas menos frequentemente ou apenas em certas posições. A disfunção erétil é um conceito mais amplo do que a impotência. Sua manifestação pode ser uma diminuição no desejo sexual, uma diminuição na frequência e na qualidade das ereções espontâneas noturnas e matinais. Além disso, com disfunção erétil, pode ser necessário tratar a ejaculação precoce – uma das manifestações mais raras da doença. A disfunção erétil pode ser primária (congênita) ou secundária (adquirida). Em qualquer caso, a doença é bem tratável, especialmente nos estágios iniciais. Sem tratamento, a disfunção erétil pode evoluir para impotência.

Impotência

O termo é derivado do latim impotentia (fraqueza) e significa a completa ausência de ereção. A impotência refere-se ao grau extremo de violação da função erétil, quando a relação sexual se torna impossível sob quaisquer circunstâncias.

Disfunção erétil ou impotência – uma violação da função sexual em um homem, em que ele é incapaz de atingir ou manter uma ereção suficiente para realizar relações sexuais completas.

Segundo as estatísticas, esta desordem sexual é uma das mais comuns nos homens. Tradicionalmente, o problema é freqüentemente encontrado pelos representantes do sexo mais forte que atingiram a idade madura. Quanto mais velho um homem, maior o risco de sua ocorrência.

A disfunção erétil é uma questão muito sensível, que para a maioria do sexo forte se torna um verdadeiro desafio. Como o problema nem sempre é fisiológico, mas também psicológico, o homem pode enfrentar um estado de desesperança, ansiedade e desespero. É por isso que os especialistas do centro médico do DoctorPRO em Cherkasy demonstram o máximo de compreensão e tato, ajudando o paciente a lidar com esse problema. Para diagnosticar a disfunção erétil foi realizada com a maior precisão possível, o homem deve confiar completamente em seu médico.



As causas da disfunção erétil (impotência erétil)

As causas da disfunção erétil (impotência erétil) são diversas e geralmente ocorrem em combinação. Nos homens mais jovens, as causas mentais levam mais frequentemente à impotência eréctil. Com o aumento da idade, por outro lado, a proporção de causas físicas aumenta. No geral, no entanto, 70-80% dos casos de disfunção erétil são devidos a causas físicas .

Causas físicas

Possíveis causas físicas da disfunção erétil incluem:

distúrbios circulatórios

arteriosclerose

açúcar elevado no sangue ( diabetes mellitus )

álcool

nicotina

Hodenentzündung

epididimite

prostatite

desequilíbrios hormonais

insuficiência renal crônica

doença hepática crônica

cirurgia vascular prévia na cavidade abdominal

Cirurgia da bexiga e do intestino

Irradiação na pequena bacia

doenças neurológicas (por exemplo, esclerose múltipla, polineuropatia)

paraplegia

drogas

A medicação também pode causar impotência erétil:

Agentes gastrointestinais (por exemplo, cimetidina, ranitidina)

Medicamentos para o coração (por exemplo, Digitalis, Propafenone, Verapamil)

drogas antiinflamatórias (por exemplo, cortisona)

Medicamentos para drenagem (por exemplo, tiazidas, espironolactona)

medicamentos anti-hipertensivos (por exemplo, clonidina, di-hidralazina)

Restaurador de cabelo (finasterida)

Medicamentos para depressão (antidepressivos)

drogas ansiolíticas, os chamados tranquilizantes (por exemplo, fenotiazinas, butirofenonas, tioxantenos)

Betabloqueador (propranolol, atenolol)

Antiandrogênicos (agentes que inibem a ação dos hormônios sexuais masculinos).

Causas mentais

Possíveis causas mentais da impotência erétil incluem:

pressão sexual para executar

medo do fracasso

Estresse (por exemplo, com o parceiro, em outras áreas da vida)

conflitos não resolvidos

falta de interesse sexual

depressão

Os seguintes pontos podem falar para a suposição de causas psicológicas da impotência:

A disfunção erétil começou relativamente de repente.

Parece não haver causas físicas para a impotência.

Antes do início da disfunção erétil, havia situações estressantes na vida da pessoa afetada.

Os problemas de ereção vêm e vão.

Os problemas de ereção ocorrem apenas em certas situações (por exemplo, na presença do parceiro de vida), mas não na masturbação.

À noite ou de manhã, ereções espontâneas continuam a ocorrer.

A pessoa afetada não tem fatores de risco físicos para a impotência erétil (por exemplo, diabetes mellitus , drogas inibidoras da ereção, abuso de álcool ou drogas).

A pessoa afetada tem menos de 50 anos.



Sintomas e causas da disfunção erétil

Os homens geralmente tentam explicar as falhas por fatores além do seu controle. De fato, às vezes uma ereção pode não ocorrer por razões externas. Mas se os problemas surgem constantemente, a razão está no próprio homem. Muitas vezes eles esperam que tudo seja formado por si mesmos, temem que os médicos não mais ajudem ou simplesmente tenham vergonha de sua fraqueza sexual. Mas hoje existem muitas maneiras de eliminar a violação da ereção. Mas não há uma receita única para todos, desde que o mecanismo do desenvolvimento da disfunção erétil pode ser diferente e, por isso, é necessário atuar em problemas diferentes.

Uma ereção é uma condição de um pênis aumentado e elástico. Este processo é possível com a interação de muitos sistemas no corpo:

Sistema nervoso central, no nível dos centros cerebrais responsáveis ​​pela excitação sexual.
Sistema nervoso autônomo periférico.
Músculo liso.
Corpos cavernosos.
Com suficiente secreção de testosterona do cérebro, um sinal chega, e os corpos cavernosos do pênis (órgão sexual) imediatamente começam a ser despejados com sangue, e ocorre uma condição de ereção.

Portanto, os distúrbios eréteis podem ocorrer pelos seguintes motivos:

Testosterona insuficiente.
Violação do fluxo sanguíneo para o pênis.
Prostatite e doenças da bexiga, bloqueando o fluxo sanguíneo.
Bloqueio de impulsos no nível central (nos centros do cérebro).
Além disso, a disfunção erétil pode ser uma manifestação secundária de algumas doenças crônicas: diabetes, esclerose múltipla, aterosclerose e efeitos residuais após um acidente vascular cerebral.

Além disso, a disfunção erétil – pode ser causada por um neoplasma na glândula pituitária. Portanto, se os exames e antecedentes hormonais não mostrarem anormalidades, o médico pode enviar um tomograma computadorizado do cérebro.

Doenças do sistema endócrino, que levam à disfunção erétil, incluem uma diminuição na produção de testosterona e baixa atividade das glândulas sexuais.

As glândulas sexuais respondem rapidamente a substâncias tóxicas que entram no corpo. Alcoolismo, tabagismo, dependência de drogas, excesso de peso leva a uma diminuição na produção de testosterona.

Para causas vasculares da impotência incluem falta de fornecimento de sangue para os corpos cavernosos do pênis e a descarga reversa do sangue. Neste caso, as artérias do pênis não estão completamente preenchidas e o aumento não ocorre. A descarga excessiva ocorre quando o aparato da válvula do testículo é insuficiente.

A deficiência desenvolve-se com lesões ateroscleróticas (sobreposição do lúmen do vaso com massas ateroscleróticas) nos vasos do pênis, o que geralmente acontece com alterações relacionadas à idade. A impotência ocorre após lesões traumáticas do períneo, órgãos pélvicos. Violação do suprimento de sangue às vezes é associada ao uso de lençóis apertados.

A insuficiência venosa é frequentemente hereditária. Fumar contribui para o estreitamento dos vasos sanguíneos, de modo que o fluxo sanguíneo para os genitais é bastante reduzido.

Muitas vezes, a disfunção erétil está associada a distúrbios psicossomáticos, mas essa conexão pode ser diferente. Como a depressão pode causar uma diminuição na potência, as falhas na esfera íntima podem ser um estímulo para o desenvolvimento de estados depressivos.



Medicação inadequada também podem afetar a função do pênis

A doença vascular (endarterite, extrinsecismo, varizes, aterosclerose) é uma das razões mais comuns para se perguntar por que um homem não tem pênis. Se você tiver uma patologia nas artérias que chegam ou nas veias que saem, o membro raramente se levanta e somente após excitação prolongada. Com lesões venosas, o pênis se eleva rapidamente, mas uma ereção pode desaparecer no momento mais inoportuno. A presença de diabetes também afeta a saúde vascular.

As conseqüências da medicação inadequada também podem afetar a função do pênis. O fato é que algumas substâncias que fazem parte das drogas bloqueiam o trabalho dos hormônios sexuais, violam o equilíbrio hormonal global. Mas em caso de doenças graves, é preciso fazer uma escolha difícil – beber remédio ou fazer sexo. Provavelmente é melhor moer algum tempo e recuperar do que satisfazer uma mulher em detrimento de sua saúde.

Para resolver o problema da disfunção erétil, você pode ir de várias maneiras:

Desistir de maus hábitos e fumar;

Aumentar a atividade física;

Comece a comer direito;

Tratamento medicamentoso da ereção;

Eliminação da patologia devido a que uma diminuição na função sexual é causada.

Como fortalecer uma ereção – para alcançar o melhor resultado, abordar o aumento da ereção de forma complexa, não se limite a apenas um item, mas combine-os, “cercando” o problema de todos os lados, sem dar uma única chance (acesse para saber mais em Max Power Funciona). Assim, você pode melhorar significativamente o trabalho do sistema reprodutivo, deixando de fumar e drogas, minimizando o uso de álcool. Uma condição especial para a recuperação é o descanso adequado – durma pelo menos 8 horas por dia. Reveja suas opiniões sobre a vida: livre-se do estresse desnecessário (temos certeza de que mais da metade dos problemas que o cercam não valem nem uma fração da experiência).

Um estilo de vida sedentário não levará a nada de bom – não surpreende se um homem se senta em um computador o dia inteiro e tenta mais uma vez não se sobrecarregar com gestos desnecessários, que tudo caiu e ele não quer se levantar. Caminhe mais vezes, inscreva-se em uma piscina ou academia. Se as oportunidades financeiras não permitirem, dê outro passeio, em vez de tomar 2-3 paradas de ônibus. Você também pode caminhar até a loja, não de carro (a menos que, é claro, o acesso mais próximo à loja esteja localizado a 20 km de sua casa).



O que é colágeno?

O colágeno é a proteína estrutural mais comum encontrada na pele e em outros tecidos conjuntivos. Também fornece sua força e elasticidade. Muitos especialistas acreditam que esta proteína está fazendo todo o possível para que a pele seja elástica, radiante e suave.


Existem 16 tipos e 29 subtipos de colágeno – todos juntos eles suportam nossa pele, cartilagem e osso.
No entanto, ao longo dos anos, a produção natural de colágeno diminui, a pele perde sua elasticidade. É por isso que os especialistas da indústria da beleza criam todos os meios possíveis para executar todos os processos, para que o colágeno reapareça em nosso corpo.
Muitos cientistas acreditam que existe uma grande diferença entre o colágeno produzido naturalmente e o que tomamos na forma de aditivos alimentares.


Como começar a produção


Então, a maneira mais elegante – aditivos alimentares. Parece que tudo é simples, você bebe uma pílula ou dilui o pó com água, você bebe, o colágeno já entra no corpo e começa a afetar positivamente a pele, tornando-a elástica e radiante. Para repor o seu colágeno, acesse Renova 31 Anvisa.


“Ao usar o colágeno na forma de um pó ou líquido, o corpo irá quebrar a proteína em aminoácidos, e todos eles irão garantir sua viabilidade. Mas não há proteína especial que será usada apenas para melhorar a condição da pele. Portanto, não há evidências convincentes de que ingerir de forma eficaz. Mas eles não serão capazes de prejudicá-lo também ”, comenta Margarita Gubaidulina, Dermatocosmetologista da Aldo Coppola Seasons.
Injeções de colágeno permitem restaurar a elasticidade da pele. Eles preenchem as rugas e uniformizam a pele, e o efeito é visível imediatamente após as injeções. Muitos especialistas afirmam que, após esse procedimento, linhas finas não retornam mais. Mas existem alguns “mas”.


“As injeções de colágeno são um procedimento que é raramente usado, devido ao fato de que hoje existem preparações mais eficazes e seguras para as injeções.


Como o colágeno é um produto animal, essas injeções podem causar alergias ”, diz Margarita Gubaidulina.


Quase todas as empresas de beleza criam dispositivos cosméticos que podem desencadear a produção de colágeno. Na maioria das vezes estas são técnicas de laser ou ultra-som que afetam as camadas superficial e profunda da derme. Na maioria das vezes, não há nenhum efeito instantâneo após esses procedimentos, as primeiras mudanças serão notadas após dois meses – isto é, quanto tempo leva para criar um novo colágeno que proporcionará um efeito lifting.


Não se esqueça que você pode começar a produção de colágeno e usar a nutrição adequada banal . Adicione alimentos ricos em vitamina C (pimenta vermelha, repolho, morangos), vitamina A (batata doce, cenoura), zinco (carne, peixe, gergelim, sementes de abóbora) e enxofre (ovos, brócolis) à sua dieta. Eles vão promover a regeneração celular, proteger as estruturas de colágeno em nossas células e também remover toxinas.



Conheça variedades da Maca Peruana

Extrato de maca aplicado à pele de ratos protegidos da radiação UV.
A maca vermelha, preta e amarela aplicada na pele de ratos impediu o desenvolvimento de células queimadas e outros sinais de danos causados ​​pelos raios UV. Maca também mostrou efeitos antioxidantes substanciais.
Limitações
A maioria das pesquisas acima foi realizada por um laboratório no Peru, portanto tenha cuidado ao interpretar os resultados.

Efeitos colaterais de maca
Residentes da Cordilheira dos Andes no Peru consomem até 100 g de maca por dia sem efeitos colaterais.
No entanto, os nativos recomendam consumir apenas raiz de maca desidratada ou cozida porque a maca crua pode causar problemas de saúde.


Em estudos clínicos, a maca é bem tolerada até 3 g / dia.
Em um estudo isolado, 0,6 g / dia de Maca por 90 dias aumentou os níveis de um marcador de dano hepático (aspartato aminotransferase) e pressão arterial diastólica em 95 pacientes com síndrome metabólica.
Maca contém um composto que pode sofrer mutação de DNA (MTCA).
Dado este perigo, a maca foi advertida por algumas agências de segurança alimentar. No entanto, isso é contestado por pesquisadores que afirmam que o MTCA é inativado quando é fervido.
Os efeitos colaterais relatados pelos usuários de maca incluem um ciclo menstrual alterado, cólicas estomacais, mau humor e insônia. Para mais informações, acesse, Como tomar Maca Peruana.

Como usar o Maca Preto
Como a maioria da maca preta comercialmente disponível vem em forma de pó, líquido ou cápsula, é fácil incorporá-la à sua rotina diária. Basta seguir o tamanho da dose recomendada na embalagem, mas lembre-se de que, se estiver pensando em adicionar a maca negra à sua dieta, recomenda-se fazê-lo gradualmente , começando com meia colher de chá antes de chegar a doses completas. Como com qualquer novo suplemento, por favor consulte um profissional de saúde antes de adicionar a maca negra à sua dieta.
Tente adicionar maca preta em pequenas doses aos seus smoothies e sobremesas favoritos. Este Smoothie de framboesa Superfood é um ótimo lugar para começar se você não tiver certeza de como adicionar maca preta ao seu smoothie. Juntamente com uma pequena dose de maca, contém outros superalimentos como chia e sementes de cânhamo. Você também pode adicioná-lo a sobremesas como este Crocante Chia Chocolate Com Maca, Lucuma, Baunilha, e Cajus ou nutrição caseira e barras de granola, como estes Tropical Banana Maca Coco Bars . Ou se você quiser manter as coisas simples, basta adicionar uma pitada às suas mordidas de energia favoritas. Estas bolas de proteína de Chocolate de manteiga de amêndoa são feitas de datas e amêndoas com superalimentos como maca, sementes de cânhamo, nibs de cacau, sementes de chia e outros adicionados em.



Comer em porções menores, perde mais peso

Esses cientistas testemunham: quem come mais vezes, mas em porções menores, perde mais peso. Um lanche deve ser entre o café da manhã e o almoço, outro entre o almoço e o jantar. Um jantar completo depois das 20:00 é absolutamente contra-indicado. Mas lanches devem ser saudáveis. Por exemplo, manter constantemente o nível necessário de insulina permite que o tempo seja ingerido por um punhado de nozes, cenouras e algumas frutas.

Por incrível que pareça, soa, mas a goma de mascar ajuda a manter o peso ideal, pois afeta os hormônios que sinalizam ao cérebro que o estômago está cheio. Claro, você deve preferir goma de mascar sem açúcar: não destrói os dentes. E você precisa mastigá-lo depois de comer não mais do que 15-20 minutos.

A propósito …

Estar acima do peso não é apenas uma aparência inestética, mas também muitos problemas de saúde. Isto é confirmado por cientistas pesquisadores. Recentemente, eles descobriram que a expectativa de vida de uma pessoa obesa de 3 a 10 anos é menor do que a de uma pessoa com peso médio. Além disso, mais de 80% de todos os casos de diabetes mellitus tipo 2 e um em cada três mortes por câncer estão associados ao excesso de peso. O risco de morte prematura aumenta, mesmo que a pessoa tenha 10 kg de excesso de peso.

Encontre um milhão de desculpas para se limitar a qualquer atividade física? E você se tornou adepto desse assunto! Nós nos apressamos em decepcionar: sem esforço físico, infelizmente, de jeito nenhum. Aqui, o principal é abordar o assunto com sabedoria. Você não deve sobrecarregar o corpo e construir-se imediatamente um guru da aptidão. Peso, talvez, suavemente vai embora, mas meu coração não dirá obrigado. Todos os treinos devem ser cuidadosamente selecionados (por idade, estado de saúde e resultado desejado). Defina uma meta, ouça o corpo, calcule quantas lições por semana você pode controlar facilmente. Torne os treinos mais intensos se o seu trabalho for sedentário. Não seja preguiçoso. Agachamentos e alongamentos podem ser feitos em casa enquanto assiste a uma nova série de suas séries favoritas.



Uma dieta baixa em carboidratos

Primeiro, é necessário descascar esta dieta com muito cuidado e suavidade, voltando ao normal com a ajuda de produtos naturais contendo carboidratos – vegetais, frutas e sucos. Se, ao final da dieta, você voltar repentinamente à sua dieta habitual, o corpo, encantado com o surgimento de uma fonte de energia, começará a esgotar vigorosamente as gorduras reservadas. Como resultado, depois de carboidratos baixos, é muito fácil recuperar seu peso antigo e até mesmo com um excesso.


Em segundo lugar, uma dieta baixa em carboidratos coloca o corpo em um estado de estresse , e no início vários efeitos desagradáveis ​​são possíveis, por exemplo, dores de cabeça, distúrbios do sono e assim por diante. Se você tem um sistema imunológico fraco, será muito fácil ficar doente. No entanto, tudo é individual aqui – talvez você não sinta nada e talvez ganhe problemas de saúde. E, sim, quase todas as pessoas que tentaram essa dieta notaram letargia e sonolência.

Em terceiro lugar, os melhores amigos de pessoas com carboidratos baixos são a constipação. A quase completa falta de fibra na dieta leva à ruptura dos intestinos e, como resultado, causa muitas sensações desagradáveis. É por isso que o mesmo Ducan recomenda a inclusão de farelo no primeiro estágio da dieta.

Bem, e, em quarto lugar, não apenas os carboidratos, mas também os tecidos musculares são queimados com sucesso em humanos.

Dietas com baixo teor de carboidratos têm sido usadas com sucesso por levantadores de peso, boxeadores e outros atletas que precisam se enquadrar em uma determinada categoria de peso. Na musculação, o baixo carboidrato é usado para “secar”, isto é, desenhar relevos antes das competições. A eficácia de uma dieta baixa em carboidratos por curtos períodos é confirmada por centenas de milhares de pessoas, mas a longo prazo não é aplicável.

Alimentos crus, dietas de frutas. Alimentos crus – esta não é uma dieta baseada no queijo, como é comumente acreditado nas pessoas. Aqui eles comem RAW, isto é, frutas não processadas, vegetais e nozes e bebem sucos frescos. Alimentos crus é o completo oposto de uma dieta baixa em carboidratos. Você exclui completamente proteínas e gorduras animais, mas o consumo de carboidratos aumenta dramaticamente. O efeito de “queima” dos alimentos crus é alcançado de várias maneiras.


Primeiro, você pára de consumir gorduras saturadas de origem animal e artificial , que tendem a não queimar, mas são armazenadas em reserva (gorduras vegetais feitas de nozes, óleo e frutas, como abacates, não dão um efeito tão prejudicial).



Existem dois tipos principais de causas de impotência:

A impotência é causada por problemas psicológicos ou problemas físicos ou às vezes ambos. Ele pode mudar a vida de uma pessoa e afeta a sua auto-estima. É uma doença comum, especialmente entre os idosos, e afeta pelo menos 10% a 15% (estimativa conservadora) de todos os adultos do sexo masculino. Outra importante causa da impotência é o trauma para a virilha. Em Freud a prática clínica de impotência psíquica foi altamente prevalente queixa. Secundário impotência é mais comum na meia-idade e idosos. Secundário impotência devido ao aumento da idade é comum se comparado ao principal impotência.

O tratamento da impotência é, em primeiro lugar, o diagnóstico correto das causas de sua ocorrência. Existem dois tipos principais de causas de impotência:

Orgânica – neste caso, a disfunção erétil é causada por anormalidades fisiológicas no corpo, ou seja, terminações nervosas, vasos sanguíneos, sistema hormonal, que são responsáveis ​​pela formação e manutenção da ereção, não executam plenamente suas funções;

Psicogênica (funcional) – devido a relações sexuais anteriores sem sucesso, comportamento inadequado de uma mulher durante a relação sexual ou desejo de um homem de controlar sua ereção; tais razões levam à ereção instável no contexto da ereção noturna espontânea salva. Quando as preliminares ocorrem, uma ereção é suficiente para a relação sexual, mas quando você tenta realizá-la, a excitação desaparece. Tais distúrbios no ambiente médico são frequentemente referidos como ansiosos à espera da síndrome da insuficiência sexual. Em última análise, uma violação da potência provoca depressão, neurose e falha sexual.

Para melhorar a potência, é necessário procurar ajuda profissional do especialista apropriado – sexólogo – porque ele pode diagnosticar corretamente as causas do problema (psicogênica ou orgânica) e prescrever um método de tratamento eficaz. Clique para saber mais em Kifina Composição.

Vale ressaltar que, no tratamento da impotência, é a primeira consulta com um terapeuta sexual que é importante, pois é nesse ponto que se forma a relação de confiança entre o médico e o paciente, fundamentais para um resultado bem-sucedido na forma de potência aumentada.

Muitas vezes, para identificar a raiz do problema, é necessária a presença de um parceiro, que ajudará o homem a se livrar dos medos internos, a relaxar e recuperar a confiança.

A medicina moderna tem amplas possibilidades e métodos de tratamento da disfunção erétil psicogênica e orgânica. Entre eles estão:

Medicação ou psicoterapia;

O método de injeção intracavernosa de drogas vasoativas;

Tratamento cirúrgico de insuficiência arterial ou venosa;

Implantação de pênis protético, etc.



A saúde sexual é um componente importante da saúde emocional

A saúde sexual é um componente importante da saúde emocional e física geral de qualquer pessoa. Embora a disfunção erétil não ameace a vida humana, ela não pode, de forma alguma, ser considerada como um problema trivial. Saiba o que os especialistas dizem de Vigmaxx.


Muitos homens com disfunção erétil sofrem em silêncio , pois acreditam que esse é um problema fictício e eles têm que aturar isso, porque eles estão envelhecendo ou porque nada pode ser feito sobre isso de qualquer maneira. Este artigo não pretende substituir uma conversa com um profissional médico apropriado. Seu objetivo é dizer aos homens que eles podem ser ajudados em nossa clínica.


Impotência , ou disfunção erétil – é a ausência completa ou parcial de ereção, em que a relação sexual total é impossível. Uma ereção tem seus picos e baixos dependendo do tempo, humor, saúde, etc. Portanto, problemas temporários com a ereção não são, em todos os casos, um sinal de impotência.

O tratamento da disfunção erétil causada por distúrbios orgânicos começa com sua correção. O exame prévio, por via de regra, inclui:


testes de nível hormonal;
análise de açúcar no sangue;
ECG com carga e em repouso;
estudo do perfil lipídico (triglicerídeos, colesterol total, lipoproteínas de alta e baixa densidade).
Ultra-sonografia Doppler do pênis e / ou próstata.
Se os testes revelarem anormalidades, a terapia de reposição hormonal será socorrida, normalizando não só a potência, mas também o trabalho do coração, pressão, peso e hemograma.
Atribuir só pode especialista. Além de melhorar a potência das drogas modernas.

A impotência pode ocorrer após operações na bexiga, próstata, intestino delgado e coluna vertebral.
Razões psicológicas incluem estresse recente ou mudanças no estilo de vida. No entanto, está provado que a impotência é devida a eles em apenas 15% dos casos. Além disso, muitas vezes a causa psicológica da impotência tem uma base fisiológica. Acesse para obter o tratamento Grandrox.


Disfunção erétil – um fenômeno mais comum do que pensávamos. Segundo as estatísticas, cada terceiro homem é confrontado com episódios semelhantes. De fato, sérios problemas com a ereção (incluindo a incapacidade de atingir o orgasmo ou manter uma ereção durante a relação sexual) não são tantos homens, e na esmagadora maioria isso se deve à idade. Assim, de acordo com estudos, cerca de 4% dos homens com mais de 50 anos e quase 50% dos homens com mais de 75 anos enfrentam disfunção erétil.




top